9 de agosto de 2013

Todas as manhãs eu fico triste por já ter acordado...

Todas as manhãs eu fico triste por já ter acordado e olho pro teto por pelo menos vinte minutos antes de levantar. Não sei como se chama isso, mas quero voltar a dormir a todos os segundos do dia, e tenho um medo absurdo de precisar ficar acordada até tarde, ouvindo as pessoas e precisando responde-las. Não me sinto a vontade fora da cama, e me embrulha o estômago só de lembrar que amanhã será um novo dia. Eu amo o sol, mas gostaria de que ele fosse a minha única companhia. Nunca é. Onde há sol, há luz, e onde há luz não se encontra paz. Há sempre mais e mais pessoas.” 
 
  Still two of us