4 de agosto de 2013

Talvez um dia dê certo, tudo se ajeita, tudo faça sentido...

Talvez um dia dê certo, tudo se ajeita, tudo faça sentido. Talvez um dia eu entenda porque conheci todos aqueles babacas e porque não deu certo com nenhum deles. Talvez um dia eu entenda o propósito de todas aquelas noites passadas em claro, chorando, me lamentando, ou apenas torcendo pro tempo passar depressa. Talvez um dia eu entenda o porque das despedidas, e até mesmo o porque que eu me despedi. Talvez um dia eu entenda o porque de todos aqueles erros e tropeços. Talvez eu entenda o porque bati tanto na mesma tecla, porque insisti em algumas pessoas, porque confiei nelas sem pensar duas vezes. Talvez um dia eu comece a aceitar as coisas que eu perdi. Talvez eu entenda que algumas coisas foram extremamente necessárias. Talvez um dia eu comece finalmente a entender.” 
Talvez um dia, quem sabe